Sexta-feira, 23 de Outubro de 2009

Memórias de mim

 

 

A noite tecia palavras de silêncio

as paredes vazias

recordavam-me a tua ausência,

mas, a tua perene presença em mim

gritava-te arrebatada , rouca, cansada.

No amargo desespero de não poder

...monologava com o medo, 

num imenso pavor de nunca mais te ver.

Pernoitava no meu corpo fraco, 

na consciente fealdade de mim,

que cada dia sentia mais óbvia.

Iria ao teu encontro,

mas já não me reconhecia nas fotografias,

nas quais tu me sabias

bela, feliz...

os meus cabelos caíam, como as folhas mortas

que varriam a rua nesses dias, e os outros ,suspensos por

um fio de tempo,

diziam-me para ficar.

Partir seria tudo esquecer, e eu,  tudo o que queria

nesses tempos era viver, viver e poder

ser, a que tinha sido.

Recusava o óbvio presente  cruel, que

via, como um

punhal que me esmagava no

mais profundo do meu sentir,

e sentir era tudo o que tinha!

Mas, os ângulos escuros do meu quarto,

as minhas veias cansadas,

os meus cabelos no chão,

esmagavam-me,

e na profunda saudade de mim,

murmurava baxinho a nossa canção.

A tua existência, mesmo na desordem das horas

do tempo que foi,

mesmo na mais crua violência da desolação,

foi o resíduo de vida,

foi a âncora que me prendeu ao chão.

 

Sade in By your side

Foto: Autor desconhecido; Galeria Sapo

publicado por Sara Rocha às 16:16
link do post | favorito
Sexta-feira, 17 de Julho de 2009

Segredos

Existem olhos plenos de alma. Almas que são hipérboles de sentidos, de tempos ídos, de emoções presentes. Espaços de ...

Ler artigo
publicado por Sara Rocha às 10:44
link do post | favorito
Sexta-feira, 22 de Maio de 2009

DIÁFANO

Tenho o olhar cativo nos restos de um tempo que ficou, vivido ou não, preso num espaço oblíquo sem coordenadas, sem n...

Ler artigo
publicado por Sara Rocha às 16:51
link do post | favorito
Segunda-feira, 30 de Março de 2009

Ausências

A melancolia rasga em ondas paralelas a inocência de um passado que foi, em areais de nós, silêncios esculpidos nu...

Ler artigo
publicado por Sara Rocha às 14:51
link do post | favorito
Terça-feira, 24 de Março de 2009

Olhar

As manhãs chegavam com chuva, sem mar. Extensas paredes vazias onde a tua sombra nunca pousou reflectiam, sem pena, os...

Ler artigo
publicado por Sara Rocha às 18:56
link do post | favorito
Terça-feira, 3 de Março de 2009

Noites longas

Nem começo nem fim de Verão. A noite andava. Pensamentos sugeriam vivências a cores, numa vida a preto e branco, que ...

Ler artigo
publicado por Sara Rocha às 11:39
link do post | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.posts recentes

. Memórias de mim

. Segredos

. DIÁFANO

. Ausências

. Olhar

. Noites longas

.arquivos

. Julho 2013

. Maio 2012

. Abril 2012

. Janeiro 2012

. Novembro 2011

. Junho 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds