Terça-feira, 16 de Junho de 2009

ABSINTHE

 

 

Quero conhecer o que corre lá em cima.

Ritmada por convulsões bizarras

transponho o amargo do tempo,

soletro palavras póstumas,

recordo versos despidos

de um momento, que já não é o meu.

Atravesso, veloz,

um espaço reservado a mim,

ligado por uma orquestra de murmúrios

que não se encontram.

Revejo reflexos diáfanos

de um silêncio terrível,

de uma loucura que atrai.

Ouço então, o rasgão

da ira e do amor,

da paixão minada,

do sofrimento que já não dói,

da vida que sai

de uma história inacabada.

 

Placebo - Where is my mind

Foto: Verme

publicado por Sara Rocha às 11:13
link do post | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.posts recentes

. TIC-TAC

. SAUDADE

. Pêndulo

. IPSE DIXIT

. PÉRFIDA

. Ana

. SIBILA

. HERESIA

. ESTRIDÊNCIAS

. ZÉNITE

.arquivos

. Julho 2013

. Maio 2012

. Abril 2012

. Janeiro 2012

. Novembro 2011

. Junho 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds