Terça-feira, 22 de Setembro de 2009

INTERVALO

 

 

Conheço os teus desmandos, o

cheiro da chuva no teu chão,

o húmido oxigénio, o calor seco

das tardes de Verão.

Sei o frio das noites de Janeiro,

o aconchego de um abraço oportuno

quando o céu escancarado

se desatava cínico, taciturno,

sobre mim, e um nó

celeste de uma eternidade anunciada, se

prostrava ali...e eu sabia-me só.

Percebo o estrondo da solidão,

caminhei sem norte,

perdida, à procura da minha estrela,

calcorreei distantes ruas, na escuridão

dos dias, abandonada à minha sorte.

...mas, o gelado violino

esvoaça felicidade, e ela

no seu cristalino ímpeto

entranha-se no meu peito,

e eu, absorvo-a, escrevo-a no ar,

vivo-a, sonho-a no meu leito.

 

Agora, livre, fecho as asas,

permito-me a ficar.

 

Chopin Nocturne Violin by Sarah Chang

Foto: Inês

publicado por Sara Rocha às 10:28
link do post | favorito
|
Terça-feira, 15 de Setembro de 2009

NO PAST LAND

 

A vida é a memória que resta para partir.

Peço-lhe sem descanso,

que ice a bandeira

do desejo, do querer sem limite,

mas,

só as palavras nunca ditas

a embriagam, a embalam

na essência que nunca foi,

e, na destreza de um presente

que não mente, a errante sensação

que já não sente,

os estilhaços da ferida

que alastrou, mas já não doi.

Pernoito nesta breve luz

que ainda vejo, faço cair

na metamorfose do tempo

os meus olhos, e

junto da tua poesia,

no indecifrável silêncio

deste mar insone,

prometo-te: quando sozinho

vieres a esta praia, na crua névoa

plasmada de cinzento,

nesses dias,

para ti,

vestir-me-ei de vento.

 

Russian Red - No Past Land

Foto: Rui Santos

 

publicado por Sara Rocha às 15:46
link do post | favorito
|
Terça-feira, 8 de Setembro de 2009

PERSPECTIVAS

 

Numa terra aconteceu que um velho sábio matemático vindo de terras longínquas, se prostrou, no centro de uma ruela.O seu indomável olhar, estava já despojado da luz zenital do lôbrego quadrado que habitava. Ousou provar as novas cores, e uma pluma de morte abandonou-o. Tentou deslocar a retina, tão habituada que estava esta ao cinzento tedioso que era a norma, e, num assombro de espanto, reparou numa rebelião de formas, algumas disformes, que, iluminadas de azul pareciam saídas de um sonho surreal, daqueles que costumava ter quando regressava de Galway. Então, parado, fechou as asas e absorveu  o instante. Sorriu ao pensar o que diria Weirstrass naquela situação. A ambiguidade do espaço.

Numa terra aconteceu que um sábio , vindo da terra do nada decidiu ver. E viu... que nada sabia, e como era sabio sorriu. Daquele lugar fez a sua morada e fugiu do mundo, para que o enfraquecimento do seu corpo, que a velhice causara, não o desonrasse naquelas coisas em que a sabedoria durante tanto tempo o havia honrado. Permitiu-se observar sem que qualquer algoritmo o perturbasse. Mediu com a alma o tamanho daquele ceu. Calculou com a mente o valor daquela cor e entendeu a sentença sempiterna à qual haveria de se apresentar.

 

This Strange Effect - Hooverphonic

Foto: Verme

publicado por Sara Rocha às 10:53
link do post | favorito
|
Quinta-feira, 3 de Setembro de 2009

XIUXIUEIG

 

 

 

Uma sequência de nós ,

um momento,

 o mar,

 

palavras ao vento

trazem angustias

camufladas de vontade, 

e nas pedras cinzentas 

desbotadas do tempo, a alva

espuma que se esvai,

desnuda-as, majestosa

 

revela a verdade  

e num murmúrio 

de mar,uma

 imensa saudade

  que me trai.

 

 

 Joan Manuel Serrat - Poema de Amor

tags: , , ,
publicado por Sara Rocha às 14:26
link do post | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.posts recentes

. TIC-TAC

. SAUDADE

. Pêndulo

. IPSE DIXIT

. PÉRFIDA

. Ana

. SIBILA

. HERESIA

. ESTRIDÊNCIAS

. ZÉNITE

.arquivos

. Julho 2013

. Maio 2012

. Abril 2012

. Janeiro 2012

. Novembro 2011

. Junho 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds