Terça-feira, 22 de Setembro de 2009

INTERVALO

 

 

Conheço os teus desmandos, o

cheiro da chuva no teu chão,

o húmido oxigénio, o calor seco

das tardes de Verão.

Sei o frio das noites de Janeiro,

o aconchego de um abraço oportuno

quando o céu escancarado

se desatava cínico, taciturno,

sobre mim, e um nó

celeste de uma eternidade anunciada, se

prostrava ali...e eu sabia-me só.

Percebo o estrondo da solidão,

caminhei sem norte,

perdida, à procura da minha estrela,

calcorreei distantes ruas, na escuridão

dos dias, abandonada à minha sorte.

...mas, o gelado violino

esvoaça felicidade, e ela

no seu cristalino ímpeto

entranha-se no meu peito,

e eu, absorvo-a, escrevo-a no ar,

vivo-a, sonho-a no meu leito.

 

Agora, livre, fecho as asas,

permito-me a ficar.

 

Chopin Nocturne Violin by Sarah Chang

Foto: Inês

publicado por Sara Rocha às 10:28
link do post | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.posts recentes

. TIC-TAC

. SAUDADE

. Pêndulo

. IPSE DIXIT

. PÉRFIDA

. Ana

. SIBILA

. HERESIA

. ESTRIDÊNCIAS

. ZÉNITE

.arquivos

. Julho 2013

. Maio 2012

. Abril 2012

. Janeiro 2012

. Novembro 2011

. Junho 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds